Galo vence o Cruzeiro e se mantém no G-4 do Brasileirão

Por Redacao 05/08/2019 - 09:15 hs

Após 13 rodadas, o Atlético segue firme no G4 do Brasileirão. Neste domingo, na Arena Independência, o Galo bateu o Cruzeiro por 2 a 0 e se manteve em 4º lugar na tabela de classificação, agora com 24 pontos.

Vinicius, aos 45 do primeiro tempo, e Nathan, aos 47 da etapa final, foram os artilheiros da noite e fizeram a festa da Massa Atleticana. Na próxima rodada, sábado, o adversário será o Fluminense, às 21h, novamente no Horto.

O Galo buscou o ataque desde o primeiro minuto e chegou pela primeira vez no chute de Vinicius, defendido por Fábio. Aos sete minutos, Patric pegou o rebote na grande área e concluiu para a defesa do goleiro Fábio.

Vinicius arriscou de fora da área, aos 15 minutos, e Fábio fez a defesa. Aos 22, Cazares buscou a linha de fundo na grande área pela esquerda e chutou colocado para mais uma defesa do goleiro rival.

No ataque seguinte, em lance na grande área, Orejuela acertou o rosto de Chará com o braço e a arbitragem entendeu o lance como normal. Aos 37, Chará recebeu a bola na entrada da área, girou e finalizou para nova intervenção de Fábio.

Patric tentou de fora da área, aos 40 minutos, e a bola saiu à direita do gol. No minuto seguinte, Cleiton fez grande defesa no chute de Henrique.

Aos 45 minutos, Vinicius recebeu passe de Ricardo Oliveira na intermediária, carregou a bola até a entrada da área e chutou rasteiro no canto direito para fazer Galo 1 x 0.

O Galo voltou do intervalo com a mesma formação e quase ampliou o placar aos oito minutos, em chute de fora da área de Cazares, mas a bola saiu rente ao travessão.

Aos 24 minutos, Cazares foi substituído por Geuvânio. Em seguida, Ricardo Oliveira ganhou a jogada de Dedé na linha de fundo pela esquerda, tocou para Vinicius e o meia ajeitou a bola para Chará, que foi travado na hora do arremate.

Chará tentou uma bicicleta na área e a bola pegou no braço de Dedé, mas a arbitragem não entendeu o lance como pênalti.

Aos 30 minutos, Geuvânio soltou a bomba de fora da área e a bola explodiu na trave.

O técnico Rodrigo Santana fez duas alterações no time, aos 35 e aos 40 minutos, quando substituiu Ricardo Oliveira por Papagaio e Vinicius por Nathan, respectivamente.

Já nos acréscimos, aos 47, Patric cruzou, a bola desviou na zaga e Nathan penetrou na área para tocar de cabeça e dar números finais ao clássico.