Palmeiras domina o Santos, goleia por 4 a 0 e vira líder isolado do BR

Por Redacao 19/05/2019 - 10:17 hs

O Palmeiras continua implacável. Dono da melhor defesa e do melhor ataque do país, o Alviverde venceu mais uma. A vítima de hoje (18) foi o Santos de Jorge Sampaoli, que perdeu por 4 a 0 no Estádio do Pacaembu. Além de chegar a 28 jogos sem perder no Nacional, o time de Felipão agora é líder isolado do Campeonato Brasileiro.

Desta forma, o Alviverde chega a 13 pontos na ponta da tabela após cinco jogos. Já o Peixe estaciona nos 10 e pode até deixar o G4 no complemento da rodada. No meio da semana, o Palmeiras enfrenta o Sampaio Correa pela da Copa do Brasil, enquanto o Santos tem semana livre antes de enfrentar o Internacional no Brasileirão.

O Alviverde começou abafando o rival e abriu o placar com Gustavo Gómez, de cabeça, aos seis minutos. Sentindo a apatia do Peixe, a equipe de Felipão manteve o ritmo intenso e ampliou com Deyverson, aos 18 minutos. Os mandantes seguiram melhor na etapa final, e Raphael Veiga fez o seu em chute desviado. O Alvinegro deu uma equilibrada e assustou em cobrança de falta de Carlos Sánchez na trave, mas Hyoran, em contra-ataque, fechou a goleada.

O melhor: Dudu dá trabalho pela direita

Escalado pelo lado direito do ataque palmeirense, Dudu foi a principal arma ofensiva neste sábado. O atacante, que deu passes para Deyverson e Hyoran marcarem, imprimiu muita velocidade e deu trabalho ao trio defensivo do Peixe. Por falta de sorte, e mérito de Vanderlei em alguns momentos, também, passou em branco.

O pior: Derlis González vai mal de novo

O paraguaio não consegue reencontrar o bom futebol do início do ano. Atuando ao lado de Soteldo no ataque, não conseguiu dar a movimentação esperada. Diante da atuação coletiva ruim, Derlis não conseguiu ajudar na criação de jogadas no ataque, nem foi agudo nos lances individuais. Vale ressaltar, no entanto, a fase da defesa do Palmeiras, com apenas um gol sofrido no Brasileiro e na Libertadores.

Atuação do Palmeiras: intensidade e eficiência

A equipe de Felipão começou com tudo. Marcou forte, chegou ao gol cedo e, empurrado pela torcida, neutralizou o rival. Unindo duas das principais características, a marcação forte e a eficiente, o time roubou bola no meio-campo e ampliou antes dos 20 minutos a vantagem, merecida pela intensidade vista em campo. Na etapa final, ampliou em contra-ataques e segurou as ações ofensivas do rival.

Atuação do Santos: apatia e pouca criação

Diferentemente de como costuma fazer, o Peixe não conseguiu se impor e foi "engolido" pelo Palmeiras. Apesar de terminar a primeira metade com mais posse (58%, contra 42% do adversário), esteve irreconhecível, sofreu gols em falhas coletivas e teve dificuldade para criar diante da sólida defesa palmeirense, a melhor do Brasil (e da Libertadores até aqui). O cenário pouco mudou no segundo tempo.

Sampaoli mantém rodízio e poupa titulares

O técnico Jorge Sampaoli manteve o rodízio do time titular mesmo diante de um clássico importante. O argentino poupou o lateral-direito e capitão do time Victor Ferraz, o lateral-esquerdo Jorge, o meia Jean Mota e o atacante Rodrygo. O Peixe entrou em campo novamente com três zagueiros e optou por Felipe Jonatan na lateral esquerda, além de três volantes: Alison, Jean Lucas e Pituca. Na frente, Soteldo e Derlis González foram os escolhidos para o ataque, mas não conseguiram incomodar o Palmeiras.

Palmeiras abafa e faz Santos sofrer no começo

O Palmeiras começou com tudo o clássico e fez o Santos sofrer com um verdadeiro abafa. Foi assim que abriu o placar com Gustavo Gómez, sempre um dos alvos em bolas paradas, e quase ampliou com Deyverson, que acertou a trave de Vanderlei após lateral cobrado na área por Marcos Rocha.

Depois, chegou ao segundo gol em lance que comprovava a diferença de intensidade dos clubes àquela altura do confronto. Zé Rafael foi ligeiro, roubou a bola de Pituca no meio-campo e rapidamente acionou Dudu. O camisa 7 cruzou e viu Deyverson antecipar-se ao zagueiro para marcar.

Derlis González e Alison recebem terceiro amarelo

O atacante e o volante do Santos estão suspensos para a próxima rodada do Brasileirão. González, que havia sido amarelado nas partidas contra Grêmio e CSA, recebeu o terceiro cartão amarelo na noite deste sábado, assim como Alison, e desfalca o Alvinegro contra o Internacional, no dia 26 de maio, às 16h (de Brasília). A partida é válida pela sexta rodada da competição e acontecerá na Vila Belmiro.

Ficha técnica

Palmeiras 4 x 0 Santos

Data: 18/05/2019
Local: Estádio do Pacaembu, São Paulo (BRA)
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Helton Nunes e Kléber Lúcio Gil
Público total: 32.501 pessoas
Renda: R$ 987.830,00
Cartões amarelos: Dudu, Felipe Melo (Palmeiras); Derlis González, Gustavo Henrique, Alison, Victor Ferraz (Santos)

Gols: Gustavo Gómez, aos 6', e Deyverson, aos 18' minutos do primeiro tempo; Raphael Veiga, aos 7', e Hyoran, aos 42 minutos do segundo tempo.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Raphael Veiga (Moisés); Zé Rafael (Hyoran), Dudu e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Santos: Vanderlei; Felipe Aguilar (Victor Ferraz), Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique; Alison, Diego Pituca, Jean Lucas (Jean Mota) e Felipe Jonatan (Cueva); Carlos Sánchez, Soteldo e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.