Maurício Galiotte é reeleito presidente do Palmeiras para os próximos três anos

Por Assessoria 24/11/2018 - 17:46 hs

Em assembleia geral de associados realizada neste sábado (24), no ginásio poliesportivo do Verdão, Maurício Precivalle Galiotte foi reeleito presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras para o triênio 2019/2020/2021. O atual mandatário do clube superou Genaro Marino Neto com 1843 votos contra 1176 do adversário e terá ao seu lado os vice-presidentes Paulo Roberto Buosi, Décio Perin, Alexandre Zanotta e José Eduardo Luz Caliari. No total, foram 3039 votos registrados, sendo 20 deles em branco.

Veja: Palmeiras tenta atravessar negociação, mas jogador prefere fechar com o Corinthians

O novo mandato, que começará oficialmente no dia 15 de dezembro, terá duração de três anos, período inédito desde a inclusão dos sócios do clube na votação presidencial, em 2014. 

Saiba mais sobre Maurício Galiotte

Bisneto de italianos por parte de pai e de mãe, Maurício Galiotte nasceu em São Paulo-SP, no dia 11/02/1969. Formado em Administração de Empresas pela PUC-SP e pós-graduado em Marketing pela FAAP-SP, é casado e pai de três filhos. 

Sócio do Palmeiras desde 1978, iniciou sua trajetória no clube como atleta nas categorias de base, tanto no futebol de campo como no futsal, entre 1979 e 1987. Em 2001, foi eleito como suplente para o Conselho Deliberativo e, três anos depois, eleito como conselheiro efetivo pela primeira vez.

Entre 2007 e 2008, foi diretor de Esportes Amadores na gestão Affonso Della Monica. Já entre 2009 e 2010, tornou-se diretor social na gestão de Luiz Gonzaga Belluzzo. De 2013 a 2016, ocupou a primeira vice-presidência na diretoria encabeçada por Paulo Nobre.

No fim de 2016, sem candidato de oposição, Galiotte foi eleito presidente do Palmeiras ao ultrapassar com folga a marca de 50% dos votos necessária para confirmar a posse. Desde 1984, quando Nelson Tadini Duque disputou sozinho o posto máximo do clube para o biênio 1985/1986, um candidato não concorria a um primeiro mandato presidencial sem um concorrente – Mustafá Contursi, então presidente, foi reeleito sem adversários por duas vezes, nos anos de 1994 e 1999.